Agora é oficial. Conforme anunciado na última semana, com exclusividade pelo Jornal dos Concursos, a Secretaria Estadual de Administração Penitenciária de São Paulo (SAP/SP) realizará novo concurso público para diversos cargos de níveis médio e superior. O órgão aguardava apenas uma autorização, por parte do governador Geraldo Alckmin, para o preenchimento de 645 postos, aval concedido pelo governador nesta quarta-feira, 1º de novembro, por meio de publicação em diário oficial. Porém, nem todas os postos solicitados foram atendidos. A nova autorização libera o órgão a preencher 393 oportunidades. Além disso, a SAP/SP também conta com uma outra autorização governamental em validade, desde janeiro, para mais 23 vagas, o que eleva para 416 o número de ofertas confirmadas para o novo certame. Do total de oportunidades, 316 serão para cargos com exigência de ensino médio e 100 para nível superior, com remunerações iniciais de até R$ 2.885,33.

Agora, com a autorização governamental, os próximos passos são formar a comissão organizadora e dar início ao processo de licitação para a escolha da banca, para que os editais possam ser publicados já no início de 2018.

Das 645 vagas solicitadas, apenas a carreira de médico não foi autorizada, que contava com 252 oportunidades no pedido, postos que poderão ser eventualmente autorizados posteriormente para novo certame.

De acordo com informações obtidas junto ao setor de recursos humanos, o órgão aguardava a nova autorização para preencher as 23 vagas autorizadas em janeiro, por meio de apenas um concurso, o que garante a oferta de 416 oportunidades.

Ensino Médio

Das 316 vagas para cargos de ensino médio, 265 são para a carreira de oficial administrativo, que é comum para toda a administração pública estadual, com atribuições específicas variando de acordo com o órgão de lotação. Neste caso, a remuneração inicial da categoria é de R$ 1.294 em caso de 50% do complemento de Prêmio de Desempenho Individual (PDI) e R$ 4.184, no caso de 100% do PDI.

Ainda no caso de ensino médio, o concurso contará com 51 vagas para o cargo de técnico de enfermagem, com remuneração inicial de R$ 1.754,74. Neste caso, além da escolaridade, os interessados deverão possuir formação de cunho técnico.

Nível Superior

Para nível superior, a nova autorização é para os cargos de agente técnico de assistência à saúde (47 vagas, sendo 23 para psicólogo, 19 de assistente social e cinco de terapeuta ocupacional, com R$ 2.179,02), analista sociocultural – pedagogo (5, R$ 2.320,84 com 50% do Prêmio de Desempenho Individual e R$ 2.695,34 para 100% do benefício) e analista administrativo (25, R$ 2.320,84, com 50% do PDI e R$ 2.695,34 para 100%).

Por fim, o concurso também contará com as 23 vagas autorizadas em janeiro, que são para três cargos, todos com exigência de nível superior. Destas, três são para a carreira de agente técnico de assistência à saúde, com remuneração inicial de R$ 2.179,02. Também existem mais oito vagas para cirurgião dentista, com R$ 2.179,02; e 12 postos para a carreira de enfermeiro, com inicial de R$ 2.885,83.

No caso de assistente técnico de assistência à saúde serão 50 vagas, considerando as três da autorização de janeiro e as 47 da nova autorização.

Último Concurso

No caso de oficial administrativo, o último concurso ocorreu em 2011, quando foram registrados 12.182 inscritos, para a oferta de 200 vagas, em diversas cidades do estado. A banca organizadora foi a Fundação Vunesp e a prova foi composta de 60 questões, sendo 30 de língua portuguesa, cinco de matemática, cinco de noções de informática e 20 de conhecimentos gerais.

Fonte: jcconcursos.uol.com.br

Atendimento via WhatsApp!