O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, autorizou novo concurso público para a Polícia Militar (PM/SP). Ao todo, foram liberadas 5.400 vagas para o cargo de soldado PM 2ª classe.

Consta no despacho de autorização que serão abertos dois editais, sendo que um deve ser realizado em maio de 2018 e o outro em janeiro de 2019. Cada um deles terá 2.700 oportunidades.

A carreira de soldado exige ensino médio completo, altura mínima de 1,60m para homens e 1,55m para mulheres, idade entre 17 e 30 anos, além de carteira de habilitação nas categorias “B” a “E”.

O salário vigente para soldado PM de 2ª classe corresponde a R$ 3.034,05, sendo que as parcelas que o compõem são: R$ 1.178,88 de padrão, R$ 1.178,88 de Regime Especial de Trabalho Policial (RETP) e R$ 676,29 de insalubridade.

As próximas fases para a realização do concurso da PM/SP serão a formação da comissão e a contratação da banca organizadora responsável por todas as suas etapas.

Atribuições do cargo de soldado PM de 2ª classe

O policiamento ostensivo e a preservação da ordem pública, envolvendo a repressão imediata às infrações penais e administrativas e a aplicação da lei, nas diversas modalidades de policiamento, sempre primando pela defesa da vida, da integridade física e da dignidade da pessoa humana, em conformidade com os princípios doutrinários de polícia comunitária, de direitos humanos e de gestão pela qualidade, por intermédio da conclusão com aproveitamento do curso superior de técnico de polícia ostensiva e preservação da ordem pública, destinado a formar, com solidez teórica e prática, o profissional ocupante do cargo inicial do quadro de praças da Polícia Militar do Estado de São Paulo.

Último concurso da PM/SP

Em novembro, a Polícia Militar de São Paulo encerrou as inscrições do concurso que visa a preencher 2.200 vagas para o posto de soldado. A banca organizadora do processo seletivo é a Fundação Vunesp.

As provas objetivas já ocorreram e apresentaram 50 questões de múltipla escolha, sendo 12 de matemática, dez de conhecimentos gerais, cinco sobre noções básicas de informática e cinco sobre noções de administração pública. Elas foram aplicadas nas cidades de Araçatuba, Bauru, Campinas, Piracicaba, Presidente Prudente, Ribeirão Preto, Santos, São José do Rio Preto, São José dos Campos, São Paulo e Sorocaba.

O processo de seleção ainda constou de uma avaliação dissertativa, composta de uma redação, na qual se espera que o candidato produza uma dissertação em prosa na norma-padrão da língua portuguesa, a partir da leitura de textos auxiliares, que servem como um referencial para ampliar os argumentos produzidos pelo próprio candidato.

As demais etapas são: exame de aptidão física; exames de saúde; exames psicológicos; avaliação da conduta social, da reputação e da idoneidade; e análise de documentos.

Fonte: jcconcursos.uol.com.br

Atendimento via WhatsApp!