O Banco do Brasil  encerrou na última sexta-feira, dia 9 de dezembro, o prazo para adesão ao programa de demissões voluntárias iniciado recentemente, com o objetivo de reduzir seu quadro de pessoal. Ao todo foram registrados 9.400 servidores que aceitaram as condições impostas pela instituição, número que equivale ao total programado de 9.300 demissões previstas.

De acordo com o presidente da instituição, Paulo Rogério Caffarelli, a economia na folha de pagamentos será de R$ 2,3 bilhões por ano, subindo para R$ 3,1 bilhões, considerando a redução de custos de R$ 750 milhões com o fechamento de 400 agências. O próximo passo é realocar 9.300 pessoas que tiveram seus postos extintos com a redução dos postos de atendimento, processo previsto para ser encerrado até junho de 2017.

Em entrevista recente à imprensa, o presidente do banco esclareceu que, embora a realização de novos concursos do BB não esteja prevista no momento, deverão voltar a ocorrer após todo este processo, tendo em vista que, segundo ele, a instituição conta com uma média de 2 mil saídas de funcionários por ano, o que garante a necessidade de igual número de pessoal todos os anos.

O Banco do Brasil possui, atualmente, 4.972 agências e 1.781 postos de atendimento e em outubro já havia iniciado o encerramento de 51 agências.

Com o aumento dos canais digitais, o banco pretende criar 255 unidades de atendimento digital, entre escritórios e agências digitais, com o objetivo de aumentar de 1,3 milhão para 4 milhões de pessoas atendidas por estas unidades até o final de 2017.

Atualmente, o BB conta com 109.159 funcionários, ainda sem considerar os 9.400 que devem ser afastados nos próximos meses.

Fonte: jcconcursos.uol.com.br

Atendimento via WhatsApp!